T.E.A.M. - Tropa Especial em Airsoft de Marinhais

Equipa de Airsoft em Marinhais
 
InícioInício  PortalPortal  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 1º Torneio de Simulação Militar - Hotel Mogadíscio 1 e 2 oututro

Ir em baixo 
AutorMensagem
perdido
Admin
Admin
perdido

Mensagens : 1560
Pontos : 2237
Data de inscrição : 29/04/2009
Idade : 42
Localização : marinhais

MensagemAssunto: 1º Torneio de Simulação Militar - Hotel Mogadíscio 1 e 2 oututro   20.09.11 21:57



TITULO DO JOGO : HOTEL MOGADÍSCIO

TIPO: CQB / HRT ( Hostil Rescue Team)

ESTÓRIA:

Um repórter encontra-se ferido dentro de um hotel e na posse de um
grupo hostil que o protege. A missão consistirá em recuperar o repórter
VIVO , bem como a sua câmara fotográfica e a sua pasta de documentos.


CONSIDERAÇÕES:

EQUIPA CONCORRENTE

O
repórter encontra-se algures no complexo com um ferimento numa perna (
ligada e imobilizada ao nivel da articulação do joelho ) e como tal, com
a mobilidade muito reduzida. Este poderá ser extraído do complexo, pelo
próprio pé, transportado em peso ou ainda de maca.

A pasta e a câmara fotográfica encontram-se num outro sector do complexo e terão igualmente de ser recuperados.

A
missão consiste em efectuar uma busca e garantir a seguranças do
complexo para o resgate destes dois objectivos ( REPORTER , PASTA E
CÂMARA), a cumprir no limite de tempo de 30 minutos.

VIBORAS

Em cada jogo, cada VIBORA, terá o seu posto de combate e ocupará sempre o mesmo para todas as equipas.

A partir do momento em que o repórter é tocado pela equipa concorrente, passa a ser um alvo legitimo para a facção VIBORA.

O reporter NÃO PODERÀ SAIR COM VIDA DO COMPLEXO.


CONSIDERAÇÕES GERAIS SOBRE TORNEIO E SEU REGULAMENTO

O
1º TORNEIO DE SIMULAÇÂO MILITAR, organizado pela equipa VIBORAS GCC,
realizar-se-á durante os dias 1 e 2 de Outubro de 2011, no conselho do
Seixal, no âmbito das SEIXALÍADAS 2011

A Realização do Torneio é
da inteira responsabilidade da equipa VIBORAS GCC e conta com a
participação e presença da FPA-FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AIRSOFT.

O
Torneio está aberto a todas as equipas nacionais, que estejam
registadas numa Federação/Associação da modalidade ou então que todos os
praticantes das equipas, estejam inscritos nas mesmas e em situação
regular.

O Torneio tem como finalidade promover a prática
desportiva do AIRSOFT, única e exclusivamente. Como tal, não existirão
quaisquer emolumentos, pagamentos ou prémios monetários envolvidos no
mesmo.

A equipa VIBORAS GCC, não participará no evento como
concorrente uma vez que, como equipa organizadora, será a equipa
adversária que garantirá o grau de dificuldade às restantes equipas
durante as provas.

A convite dos VIBORAS GCC, a FPA estará presente no Torneio onde será a responsável pela ARBITRAGEM do EVENTO.

Deste
modo, toda a conduta disciplinar das equipas inscritas no torneio e da
equipa VIBORAS, enquanto adversária, será da exclusiva responsabilidade
da FPA, sendo a decisão dos árbitros soberana.

Os prémios envolvidos serão simbólicos e sem qualquer valor monetário.

A inscrição terá um valor de 10€ por equipa,
independentemente se a equipa participa nos 2 dias ou só no primeiro
dia. Este valor destina-se unicamente ao suporte do custo do aluguer do
espaço da actividade.

Não serão permitidas manifestações ou
exibições de símbolos, insígnias ou bandeiras que não sejam as da
equipa/clube ou cidade/vila que representam.

Não será tolerado qualquer consumo de álcool ou estupefacientes no espaço onde decorrerá o evento.

Não serão permitidas vendas ou qualquer tipo de comércio no espaço onde decorrerá o evento.


Inscrição / Participação das equipas.

1.-
A inscrição no Torneio está aberta a todas as equipas nacionais que
estejam registadas numa Federação/Associação da modalidade ou então que
todos os praticantes das equipas, estejam inscritos na mesma e em
situação regular.

1.1.- No acto do check-in das equipas no inicio
do evento, os praticantes deverão OBRIGATORIAMENTE APRESENTAR O SEU
CARTÃO DE FEDERADO / ASSOCIADO. Sem o mesmo, o praticante NÃO PODERÁ
PARTICIPAR NO EVENTO.

1.2. - No acto do check-in das equipas no
inicio do evento, os árbitros da FPA procederão a uma FISCALIZAÇÃO COM
CRONNY às réplicas dos praticantes inscritos.

1.2.1.- Como
determina a lei Portuguesa, as réplicas de airsoft terão de estar
pintadas conforme a lei vigente e a potência das mesmas não poderá
exceder os 370 FPS. O NÃO CUMPRIMENTO desta alínea determinará que o
praticante NÃO PODERÁ PARTICIPAR NO EVENTO.

1.2.2.- O Número de
inscrições no Torneio está limitado a 10 EQUIPAS. No entanto, a
organização permitirá 12 inscrições, sendo que as duas últimas equipas,
serão consideradas suplentes no evento.

1.2.3.- Caso uma das 10
primeiras equipas inscritas, desista ou não compareça, a primeira equipa
suplente será automaticamente inserida na competição. Como tal,
aconselha-se que as equipas suplentes estejam presentes no 1º dia do
torneio para efectuar o check-in.

1.2.4.- As inscrições das 12 equipas, deverá ser feita para o e-mail: cveigas@gmail.com com a seguinte informação:
Nome da equipa
Nome do jogador 1 - nickname - nº de associado
Nome do jogador 2 - nickname - nº de associado
(...)
As 10 primeiras equipas a inscreverem-se serão efectivas e as duas últimas serão suplentes.

1.2.5. - O número máximo de jogadores admitidos por equipa no Torneio por equipa, será de 5 jogadores mais 2 suplentes.
No
entanto, cada clube ou equipa grande, poderá participar com várias
sub-equipas fraccionadas, sempre com 5 elementos mais 2 suplentes cada
como número máximo em cada uma.

1.2.6.- A data limite para as inscrições será o dia 29 de Setembro de 2011 (5ª Feira).

Arbitragem

2.-
A arbitragem estará a cargo de delegados da FPA presentes no evento e a
sua decisão será SEMPRE SOBERANA, durante todo o evento.

2.1 .- A
equipa de arbitragem da FPA fiscalizará a conduta dos praticantes
durante o decorrer das provas bem como da equipa VIBORAS GCC enquanto
adversária. Para isso existirão 3 árbitros: um embutido na equipa em
prova, um no espaço fisico de jogo e um terceiro na mesa da organização
que fiscalizará o check-in do CRONNY.

2.2. - O CRONNY será o disponibilizado pela FPA e será considerado o dispositivo oficial de medição.
Este não poderá ser contestado com outros equipamentos não oficiais.

2.3.
- Será decisão soberana dos árbitros (em caso extremo) a expulsão /
exclusão de um praticante ou da equipa do Torneio, caso os mesmos não
cumpram as indicações dos árbitros, mostrem falta de respeito pelos
mesmos ou pelas suas indicações ou ainda por falta de FAIR-PLAY em
campo.

2.4 .- O check-in do CRONNY será efectuado com BBs 0.20g (pvc) fornecidas pela organização.

2.5. - Esta “gramagem” será a oficial do evento e só poderá ser substituída por uma outra” gramagem inferior”.

Equipamento pessoal e de equipa.

3.
- Os praticantes em Torneio podem utilizar qualquer tipologia de
réplica ( AEG, AEP, GBB, spring, etc...) desde que estas se enquadrem
nas condições legais atrás referidas.

3.2. - Os praticantes podem
utilizar em jogo, a tipologia de carregador que bem entenderem (
real-cap, low-cap, midcap, high-cap ou drumms) no entanto existirá uma
DISCIPLINA DE TIRO QUE TERÁ DE SER RIGOROSAMENTE CUMPRIDA.

3.3.- A organização NÃO FORNECE BBs para o evento. Como tal será da responsabilidade das equipas o municiamento da mesma.

3.4 .- Poderão ser utilizados dispositivos de dispersão ( Granadas e BBs showers) NÃO PIROTÉCNICOS.

3.5.-
Outros equipamentos como cordas, Bunkers (escudos balísticos) ou outros
dispositivos similares que permitam vantagem sobre outras equipas, NÃO
SERÃO PERMITIDOS, salvo se forem disponibilizados para as restantes
equipas.

3.6. - Não serão permitidos equipamentos ou dispositivos que emitam radiação luminosa intensa (LASERs) .

3.7.
Os praticantes DEVERÃO USAR ÓCULOS DE PROTECÇÃO ADEQUADOS ou outros
equipamentos similares, devidamente aptos para aguentarem impactos de
alta velocidade.

3.8. - Os praticantes PODEM usar dispositivos de transmissão via rádio desde que estejam na frequência da equipa de arbitragem.

Disciplina de fogo.

4. - As equipas poderão disparar em semi-automático e em automático mas devem cumprir os seguintes critérios:

4.1.-
Não poderá existir fogo entre praticantes a menos de 5 metros de
distância (outras situações serão analisadas e ponderadas pela equipa de
arbitragem )

4.2.- Se possível deverá ser usada voz de rendição -
caso o adversário esteja em desvantagem numérica ou em inferioridade de
poder de fogo ou ainda este seja surpreendido pelo adversário.

4.3.
- Poderá ser feito fogo automático de fora de edifícios para dentro dos
mesmos ( OUTDOOR para INDOOR) mas sempre para mais de 5 metros de
distância . Será aceite a condição inversa, ou seja, ser feito fogo
automático de dentro de um edifício para fora mas respeitando a mesma
distância ( INDOOR para OUTDOOR).

4.4.- Em INDOOR - o fogo será sempre efectuado em modo SEMI-AUTOMÁTICO e respeitando a distância de 5 metros.

4.5.-
Um tiro certeiro (em qualquer parte do equipamento, salvo na réplica)
equivale a uma morte. O praticante atingido deverá pronunciar “MORTO” de
forma audível, tomar uma postura passiva ( ajoelhar-se, sentar-se,
deitar-se, etc... ), colocar a arma em posição “não ofensiva” e levantar
uma ou ambas as mão, ou ainda colocá-las sobre a cabeça. O jogador NÃO
PODERÁ abandonar o local onde foi “morto” até ao fim da prova da sua
equipa.
De igual modo, não poderá mais comunicar com a sua equipa, seja via rádio, gestual ou verbal.

4.5.1.- Um tiro certeiro numa réplica implica a inutilização da mesma e a sobrevivência do jogador.

Sobre as provas eliminatórias

6.-
Cada equipa terá 30 minutos para cumprir a sua missão. Esta será
fornecida em envelope fechado no inicio da prova e conterá a estória do
jogo bem como regras adicionais.

6.1. - A pontuação da prova será
apurada pelos objectivos atingidos, pelo tempo gasto no cumprimento da
missão, pelas baixas sofridas / pelas baixas causadas ou ainda pelo
espaço físico ocupado pela equipa, caso no fim do tempo regulamentar, a
equipa não tenha atingido qualquer objectivo. Serão os árbitros
presentes que registarão estes dados.

6.2. - O Torneio decorrerá do seguinte modo:
dia 1 de Outubro - ( todo o dia até às 20 horas)
Todas as 10 equipas farão a mesma prova à vez. No fim do dia serão
apuradas pelos critérios do ponto 6.1. as 4 equipas para as
Meias-finais.
dia 2 de Outubro - (manhã ) A s 4 equipas disputarão à vez as suas provas. No fim da manhã serão apurados os finalistas.
dia 2 de Outubro - (tarde)
- Final. As equipas defrontar-se-ão uma com a outra e a vencedora
apurada pelos critérios do ponto 6.1. será a vencedora do torneio.

6.3. - Sobre a pontuação - Cada equipa inicia a sua prova com um valor de potência de 25 pontos. ( 5 pontos por jogador).

Cada objectivo cumprido +50 pontos
Cada baixa infligida ao inimigo +5 pontos
Cada rendição infligida ao inimigo +10 pontos (desmoralização)
Cada baixa sofrida na equipa -5 pontos
Cada rendição sofrida na equipa -10 pontos (desmoralização)

Terreno controlado ( sector, salas, etc... ) +2 pontos

Provas concluídas antes do final do tempo de prova:
Por cada 5 minutos poupados no tempo limite de prova +5 pontos
(valor capitalizável em unidades de 5 minutos)

Sobre a equipa

7. - A equipa será formada por 5 elementos no máximo. No entanto poderá contar com mais 2 suplentes na equipa.

7.1.
- A equipa deverá cultivar o espirito de FAIR-PLAY, a honestidade e a
camaradagem entre as demais equipas, a organização e a equipa de
arbitragem.


A equipa Víboras quer agradecer ao
António Afonso "xixas" do CATT pela ajuda na obtenção do espaço para a
realização deste evento.







« Última modificação: Hoje às 19:42:02 por Togakure »
Voltar ao Topo Ir em baixo
 
1º Torneio de Simulação Militar - Hotel Mogadíscio 1 e 2 oututro
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Torneio - Tópico Único !!!
» * CPCRJ ARREBENTANDO EM JACONE *
» Torneio de Pesca - Recreio 24/11
» Hotel Laitau
» Um novo torneio

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
T.E.A.M. - Tropa Especial em Airsoft de Marinhais :: Geral :: Convites-
Ir para: